Os que curtem este Blog

domingo, 30 de dezembro de 2012

Mensagem ao meu grande amor!



Meu amor! Que saudades de você! Você é a mais perfeita coisa que existe nesse mundo. Uma pessoa igual você eu nunca vi e nunca verei por que você é única!
Amor você faz falta viu!




Eu sei que você não gosta dessa musica, mas eu gosto, por que esse fdp do Jorge Ben escreveu a letra que conta a nossa história.... em outra vida é claro!



sábado, 29 de dezembro de 2012

O que somos capazes de fazer por uma garota




Te trouxe aqui em casa, te ofereci bebida, fiquei sentado com você no sofá, passei a mão nas tuas pernas, acariciei o seu rosto, olhei fundo nos teus olhos para você dizer que só veio aqui dar uma passadinha pra usar o meu banheiro?! Qualé a tua sua vadia!?

Hahahahaha.... 

Sobre os momentos felizes da vida

Ah.... a vida tem dessas coisas. Tem momentos em que nos sentimos tristes, e há momentos que estamos em busca da felicidade. A felicidade, pra mim, se constitui de momentos pequenos e que olhamos e para nós nos parece momentos intermináveis, gigantes. Somos felizes nesses momentos. Crescemos com isso. Somos assim, imperfeitos, buscando sempre outras pessoas para nos completar. Mas para que, se a vida escolheu a gente para tomar conta da vida da gente! Eu sinto muito pelos românticos e os apaixonados, mas a minha vida foi feita para eu ser feliz de verdade! E comigo mesmo!

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Sobre Raul Seixas



Boa tarde!

Estava eu aqui pensando com os meus botões. E a conclusão que cheguei foi que neste país não haverá outra pessoa mais inteligente que foi Raul Seixas.

Até hoje, passaram-se pouco mais de vinte anos de sua morte, nunca vi ninguém mais criativo e inteligente que esse homem.

Aqueles que ouvem e conhecem a história dessa figura,deste personagem de nossa cultura sabe muito bem o quão grande este homem foi para o nosso país.

Mas infelizmente, como aqui é o país onde as coisas boas são deixadas de lado e o povo passa a cultuar porcarias, Raul assim como foi o caso de outras grandes nomes da musica brasileiras, fora deixado de lado e sobre o seu nome existe um legado de drogas, sujeiras e decepções.

Mas Raul para quem não sabe viveu a tua vida. Ninguém poderá fazer a mesma aventura que este homem viveu! Raul escrevia nas suas letras o que acontecia com ele e com o mundo de sua época. Ele praticamente viajou no tempo e conheceu Jesus, Buda, Napoleão, Zumbi, e muitos outros personagens como Ali Babá.

Em outras palavras, esse cara foi um gênio e poucos são os que realmente sabem disso. O que é, claro, lamentável.

sábado, 22 de dezembro de 2012

Cannabis não alivia dor mas a torna mais tolerável, segundo estudo britânico

Substância reduz a atividade em regiões do cérebro associadas à parte emocional da dor


LONDRES - A cannabis não serve para aliviar a dor mas a torna mais tolerável para algumas pessoas, segundo um estudo da universidade britânica de Oxford divulgado neste sábado.

Os autores do estudo, publicado no último número da revista Pain, descobriram que a substância psicoativa da cannabis reduz a atividade em regiões do cérebro associadas à parte emocional da dor.

Por outro lado, essas mudanças não foram detectadas na região do cérebro associada diretamente à sensação de dor. Os especialistas afirmaram que a cannabis pode tornar a dor mais tolerável, embora não em todos os casos, já que algumas pessoas não são sensíveis aos seus efeitos.

A equipe de pesquisadores do centro de ressonância magnética do cérebro da universidade de Oxford, dirigido por Michael Lee, baseou suas conclusões em um pequeno experimento com doze pessoas saudáveis.

A atividade cerebral delas foi acompanhada após a ingestão de uma pastilha com 15 miligramas de THC, substância psicoativa da cannabis e responsável por seus efeitos. Depois, os pesquisadores provocaram dor nas 12 pessoas ao passar em suas pernas um creme com o componente que causa a ardência da pimenta-malagueta. Também foi feito um teste com a aplicação de placebo ao invés do THC.

Os cientistas observaram que com o THC os voluntários avaliavam que a dor era mais tolerável. Além disso, notaram que seu consumo ativava a região do cérebro que determina "a reação emocional à dor", e não a que codifica "a sensação" de dor.

Para corroborar estas conclusões, Lee disse que serão precisos mais estudos, realizados por mais tempo e com pacientes com dor crônica.




Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,cannabis-nao-alivia-dor-mas-a-torna-mais-toleravel-segundo-estudo-britanico,976892,0.htm

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

All Along the Watchtower - Livro sobre Jimi Hendrix

 


 Essa é uma das minhas musicas preferidas do maior guitarrista de todos os tempos. 

Vi uma noticia hoje que sem duvida agradaria fãs do gênio da guitarra. A noticia dizia que o irmão de Jimi escreveu um livro sobre ele.

Achei demais e de grande mérito para postar aqui. 

 Para conferir mais clique aqui.

Dilma posa diante de painel que nega 'fim do mundo'

DE SÃO PAULO


A dois dias do "fim do mundo", segundo interpretações do calendário maia, a presidente Dilma Rousseff participou ontem de cerimônia em Brasília em frente a um painel que faz alusão involuntária ao tema.

A civilização maia é originária da região onde hoje estão localizados o México, Guatemala e El Salvador e, de acordo com análises não científicas, a "folhinha" desse povo acaba amanhã, daí a interpretação de que seria o anúncio do fim dos dias.

Para especialistas no assunto, no entanto, trata-se apenas do fim de um calendário.

Presidente Dilma Rousseff em cerimônia de entrega do Prêmio Finep de Inovação 2012
Presidente Dilma Rousseff em cerimônia de entrega do Prêmio Finep de Inovação 2012



Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/poder/1204140-dilma-posa-diante-de-painel-que-nega-fim-do-mundo.shtml

domingo, 16 de dezembro de 2012

Epidemia Corinthiana!!!




Corinthians é campeão mundial no Japão!!!

O mundo é dos loucos: Timão bate o Chelsea e leva o bi mundial
Com milagres de Cássio e grande atuação de Guerrero, autor do gol, Corinthians coroa com título a histórica invasão da torcida ao Japão





Rivais, ajoelhem-se para reverenciar a história construída pelo Corinthians e a Fiel neste 16 de dezembro de 2012. Sem precedentes. Eterno. O time formado por jogadores operários, o clube do povo e da apaixonada torcida que cruzou continentes têm o futebol a seus pés. Sofrido, suado, chorado, o Corinthians venceu o Chelsea por 1 a 0, em Yokohama, e deixou de ser apenas Paulista como está escrito em seu centenário símbolo. O Corinthians é do mundo. Bicampeão do mundo.




A conquista corintiana tem um herói em cada extremidade do campo. Na defesa, Cássio cresceu acima dos seus 1,95m para criar uma nova categoria de milagres ao defender chutes de Cahill e Moses no primeiro tempo. No segundo, brilhou Paolo Guerrero. O mesmo Guerrero que foi dúvida para o torneio. O mesmo herói da classificação nas semifinais. Agora, eternizado com o gol de cabeça aos 23 minutos.




Assim como na Libertadores, vencida diante do sempre temido Boca Juniors, o Corinthians chega ao título contra um adversário poderoso. O Chelsea, símbolo máximo do novo futebol comandado por mecenas do leste europeu ou das Arábias, sucumbiu diante de um adversário sem estrelas, mas extremamente eficiente.


O triunfo sobre os ingleses completa um ciclo de vitórias grandiosas que teve início em uma derrota histórica. Da Série B para o estrelato. O Corinthians rebaixado no Brasileirão de 2007 aprendeu com os erros e se reestruturou para chegar ao topo. Agora, desponta como uma das potências do futebol nacional nos próximos anos.



Tatuapé, Mooca, Interlagos, Itaquera, Pirituba, Jardim Ângela, Cachoeira, Vila Mazzei, Vila Moraes, Cangaíba, Tucuruvi, Capão, Bela Vista, Guarulhos, Francisco Morato, Tabão da Serra, Carapicuíba, Itaquaquecetuba, Pindamonhangaba, Serra Negra, Suzano, Mogi Guaçu, Cubatão, Praia Grande, Rio Preto, Indaiatuba, Sorocaba, Jundiaí, Curitiba, Espírito Santo, Maranhão, Santa Catarina Miami, Sydney...




...as bandeiras da Fiel penduradas no estádio neste domingo simbolizam uma das maiores demonstrações de amor da história do futebol. Alvinegros de todas as partes tomaram fizeram do estádio da finalíssima um Pacaembu em proporções gigantes. As ruas do Oriente estão tomadas, enlouquecendo os rígidos japoneses com os gritos de “Vai, Corinthians” em uma festa que só terminará no Brasil. Ou em qualquer outro lugar da Terra. 




Cássio faz milagres no primeiro tempo




O Corinthians usou a obediência tática para não permitir que o Chelsea tirasse proveito de sua melhor qualidade técnica. O Timão cumpriu à risca o que Tite pediu nos últimos dias e esperou os jogadores da equipe inglesa no campo de defesa para tentar surpreender nos contra-ataques. A estratégia deu certo, mas poderia ter funcionado melhor com mais capricho nas finalizações, principalmente de Emerson.


Os Blues fizeram a bola rodar de lado a lado nos primeiros minutos. Rafa Benítez surpreendeu ao escalar Lampard, Ramires e Moses, dando mais habilidade ao meio de campo e força ao ataque. A mudança em relação à semifinal, porém, deu espaços aos brasileiros. Paulinho, travado por Cahill na finalização, quase marcou após linda jogada entre Fábio Santos e Danilo.
O zagueiro inglês, aliás, foi para os vestiários sem entender o milagre operado por Cássio que salvou o Corinthians de ficar em desvantagem logo no início. Em desvio de cabeça dele, Chicão cortou. No rebote, o próprio grandalhão britânico chutou de bico quase na pequena área para incrível defesa do “Frankenstein” no canto esquerdo.



Mais solto a partir dos 20 minutos, os corintianos foram liderados por um inspirado Paolo Guerrero, longe de ser apenas o centroavante que Tite tanto quis. O peruano brigou, abriu espaço, mas não pôde contar com Emerson. O herói da Libertadores esteve apagado, perdendo grande chance ao receber do camisa 9 sem marcação e não retribuindo a gentileza quando o companheiro aparecia livre na área.


A incredulidade inglesa aumentou perto do fim. Cássio, mais uma vez, arrancou gritos de espanto no estádio. Primeiro, em chute cheio de veneno de Moses, que defendeu com a ponta dos dedos no canto esquerdo. Depois, freou uma finalização de longa distância de Mata. Um gigante. 



Guerrero marca




A cautela corintiana acabou definitivamente no segundo tempo. O Timão voltou do intervalo mais agressivo ofensivamente, com Paulinho se aproximando do trio de ataque. O Chelsea também não se poupou. O resultado foram minutos em que o meio de campo deixou de existir e abriu as defesas. Cássio, de novo, parou Hazard após passe certeiro de Mata.




Embalado pelo incentivo da torcida, o Corinthians passou a controlar o jogo em ritmo cadenciado para envolver a marcação adversária. O gol parecia se aproximar e veio da cabeça do melhor alvinegro em campo na partida. Aos 23, Danilo cortou a marcação e bateu prensado. A bola subiu, caiu e encontrou a cabeça de Guerrero. Desvio simples, gol eterno.




O Chelsea esteve longe de reagir. Benítez imediatamente colocou o brasileiro Oscar na vaga do nigeriano Moses, mas a produtividade seguiu baixa. O Corinthians e agigantou com a vantagem, brigando por cada centímetro de campo e impedindo que os ingleses crescessem novamente.




Nos minutos finais, os Blues ainda tentaram furar. Furaram é bem verdade, mas não por completo. Aos 40 minutos, quando o empate parecia certo, Cássio fez mais uma milagre ao defender chute de Fernando Torres quase na pequena área. Aos 46, o espanhol chegou a marcar, de cabeça - gol corretamente anulado, por impedimento. Era a noite de Cássio. Era a noite do Corinthians bicampeão mundial. 





sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Filmagens flagra um ladrão sendo roubado por outro ladrão em São Paulo

"Fruto da minha falta de emprego" essa foi ótima! Até o ladrão tem consciência disso!


video

POR QUE A TV GLOBO FOI OBRIGADA A ACABAR COM O PROGRAMA CASSETA & PLANETA

video


É aquilo, não se pode nem dizer mais verdade neste país.

A figura de Sócrates


Sócrates ocupa a segunda metade do século V ateniense; morreu aos 70 anos, em 399, no inicio do século IV, que viria a ser o de máxima plenitude filosófica na Grécia. Era filho de um escultor e de uma parteira, e dizia que sua arte era, como a de sua mãe, uma maiêutica, a arte de fazer dar à luz na verdade. Sócrates é uma das personalidades mais interessantes e inquietantes de toda a história grega; apaixonou seus contemporâneos a tal ponto que isso lhe custou a vida, e seu papel na vida da Grécia e na filosofia não carece de mistério. Sócrates teve uma atuação digna e valente como cidadão e soldado; mas, sobretudo, foi o homem da ágora, o homem da rua e da praça, que fala e inquieta toda a Atenas. No começo Sócrates parecia ser só mais um sofista; foi somente mais tarde que se percebeu que não o era, muito pelo contrário, que tinha vindo ao mundo justamente para superar a sofística e restabelecer o sentido da verdade no pensamento grego. Rapidamente reuniu-se à sua volta um núcleo de discípulos atentos e entusiastas; o melhor da juventude ateniense, e também outras cidades da Grécia, tinha a atenção fixa nas palavras de Sócrates; Alcibíades, Xenofonte, sobretudo Platão, contam-se entre seus apaixonados ouvintes.

(...)

A ação socrática era exasperante. Um oráculo tinha dito que ninguém era mais sábio que Sócrates, este, modestamente, pretende demonstrar o contrário. Para isso vai perguntar a seus concidadãos, pelas ruas e praças, quais são as coisas que ele ignorava; é essa a ironia socrática. O governante, o sapateiro, o militar, a cortesã, o sofista, todos são alvos de suas perguntas. Que é o valor, que é a justiça, que é a amizade, que é a ciência? Acontece que eles tampouco sabem; nem sequer têm, como Sócrates, consciência de sua ignorância, e, no fim, constata-se que o oráculo tinha razão. Trata-se de algo extremamente incômodo PA os interrogados, e esse mal-estar vai-se condensando em ódio, que termina numa acusação contra Sócrates “por induzir novos deuses e corromper a juventude”, um processo absurdo, tomado por Sócrates com serenidade e ironia, e uma sentença de morte, aceita serenamente por Sócrates, que bebe a cicuta em meio a uma profunda conversão sobre a imortalidade com seus discípulos, sem querer faltar as leis injustas com a fuga que lhe propõem e garantem seus amigos.

Tirado do livro “História da Filosofia” de Julián Marías, Martins Fontes, São Paulo, 2004. 



quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Brasil ocupa 69ª posição em ranking de corrupção, mostra estudo





Brasília - A organização não governamental (ONG) Transparência Internacional (Tranparency Internacional) divulgou esta quarta-feira (5) o estudo Percepções da Corrupção Index 2012, no qual analisa a situação em 176 países. O Brasil aparece em 69ª posição no ranking. Na América Latina, o país fica atrás apenas do Chile e do Uruguai, que estão na 20ª posição. Compartilham o topo da lista, com menos casos de corrupção, a Dinamarca, a Suécia e a Nova Zelândia.


As piores posições no ranking da ONG são ocupadas pelo Afeganistão, pela Coreia do Norte e pela Somália. Nas Américas e no Caribe, as posições mais negativas são as do Haiti, em 165º lugar, e do Paraguai, em 150º.



Em nota, a Transparência Internacional diz que os níveis de corrupção no mundo ainda são elevados, assim como casos de “abuso de poder e relações sigilosas”. Para a organização, é necessário intensificar as ações em busca da transparência de dados e informações referentes aos órgãos públicos e sua atuação.



A presidenta da Transparency Internacional, Huguette Labelle, defendeu a integração de ações governamentais em busca do combate à corrupção além da concessão de mais espaço para a sociedade  participar dos debates. Segundo ela, é fundamental estabelecer regras para o lobby e o financiamento para campanhas políticas, além da definição de normas transparentes para a contratação de serviços públicos.



Labelle disse ainda que a intenção do estudo é incentivar os governos a tomar uma decisão “mais dura contra o abuso de poder”. De acordo com ela, os casos considerados mais graves estão no Oriente Médio e na África, pois, em geral, os números indicam que houve uma estagnação e até  retrocesso em algumas situações.



No caso dos países que ocupam a primeira posição, destacando-se em relação aos demais, como Dinamarca, Finlândia e Nova Zelândia, a organização considera o esforço público – associado ao acesso aos sistemas de informação e à definição de regras claras, que regem o comportamento dos que ocupam cargos públicos – preponderante para evitar casos de corrupção.



Nas piores posições, nas quais estão Afeganistão, Coreia do Norte e Somália, a ONG diz que faltam  líderes responsáveis e instituições públicas eficientes. Também estão em posições consideradas negativas alguns países da zona do euro (17 países que adotam a moeda única), como Grécia, em 94ª posição, e Itália, em 72ª, regiões que sofrem os impactos intensos da crise econômica internacional.



O diretor da Transparência Internacional, Corbus de Swardt, disse que as principais economias do mundo devem dar exemplo de lisura, verificando a atuação das instituições públicas e cobrando responsabilidade dos gestores e líderes. “Isso é crucial. As instituições têm um papel significativo na prevenção da corrupção", disse.



Os países que estão em confrontos internos, como a Síria e o Egito, também aparecem entre os apontados com graves problemas de corrupção. A Síria ocupa a posição de 144 e o Egito a de 118. O estudo completo está disponível no site da Transparência Internacional.




Filme 'Hobbit' não encanta os críticos



PIYA SINHA-ROY - Reuters

O aguardado filme "O Hobbit: Uma Jornada Inesperada" teve uma recepção variada nas primeiras críticas recebidas, com algumas avaliações considerando o longa chato e detalhado demais e outras apontando decepcção com a tecnologia 3D utilizada.

"Uma Jornada Inesperada" é o primeiro de três filmes do premiado diretor Peter Jackson inspirados no romance "O Hobbit", de J.R.R. Tolkien, e levou mais de uma década para que vingasse.

Estima-se que "Uma Jornada Inesperada", que tem estreia mundial na semana que vem, arrecade 137 milhões de dólares no fim de semana de estreia apenas na América do Norte. Jackson transformou sua trilogia "O Senhor dos Anéis", de 2001 a 2003, em um sucesso mundial de 3 bilhões de dólares.

Com duração de três horas e nove minutos, no entanto, o primeiro filme do "Hobbit" foi considerado longo demais para o gosto de alguns críticos, de acordo com os primeiros artigos.

Leah Rozen, do site TheWrap.com, afirmou que, embora fãs dos livros "sem dúvida amarão esse filme", o longa é "ambiciosamente épico e visualmente inventivo, mas não é nem tão cativante nem estimulante como a primeira vez com ‘O Senhor dos Aneis'".

Peter DeBruge, da Variety, criticou Jackson por acrescentar um prólogo "mitologicamente denso, pesado e gerado por computador" concebido fora da narrativa original de Tolkien.

"Essa sequência desnecessária junta trechos do segundo e do terceiro filme de 'O Senhor dos Aneis', como que para garantir os fãs de que podem esperar mais do mesmo", afirmou DeBruge. 


Olavo de Carvalho comenta Muita Retórica - Pouca Literatura

As três peneiras de Sócrates

Horn Concerto No. 2 - Rondo by Mozart on Grooveshark




Depois dizem que a filosofia não tem utilidade alguma. Com estas peneiras você afasta qualquer tipo de conversa inútil e fútil. 

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Sobre o bem e o mal



Temas como este geralmente são polêmicos, pois na maioria das vezes são tratados como alguma coisa que envolve a religião. Não é o caso do que irei escrever aqui.

Primeiramente, a sociedade é culpada pelo grande advento da maldade em nosso tempo. Isto por que durante anos fomos ingênuo ao esconder o mal. Repreendê-lo, julgá-lo como doença. Assim, criamos uma população totalmente ausente de realidade. Veja por exemplo que muitas vezes o mal é relacionado com a morte. Mas quem foi que disse que a morte é má? Tudo isso infelizmente é uma herança de um tempo onde o mal era sinônimo de pecado. Assim, maldade relacionaria qualquer um a inferno. Se vai para o inferno logo tu és um pecador.

Nunca e nem ninguém de fato sabe se o bem é suficientemente bom a ponto de ter de vencer sempre. Veja que tudo é relativo. Não estou defendendo o mal, mas sim dizendo que ele fora julgado como a coisa negativa da existência humana, logo, devemos evitá-lo.

O ser humano é mal. Os animais não sabem o que é mal. Eles vivem por instinto. O ser humano atribuiu valor de mal as coisas. Basta ver quantas coisas eram malvadas no século passado e hoje nada mais são que lendas antigas de pessoas que evitavam contatos com determinadas culturas por acharem que elas eram más. O ser humano é mal por que ele é consciente da maldade que faz, e ainda sim cria recursos ou modos de fazer com que se saia como alguém que presta serviço ao bem.

Não devemos negar a nossa natureza. Aliás, a natureza não sabe distinguir o bem do mal. Se não faria com aqueles que futuramente cometessem delitos não nascessem entre os seres humanos, mas sim entre os animais, pois estes caçam e matam e não precisam justificar os seus atos – mais uma vez, vivem por instinto.

Dizer que o mal não é atributo do ser humano para mim é um grande equívoco. Falta de conhecimento da vida. Falta de compreensão sobre quem realmente é.




sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Câmeras de Segurança Capturam coisas boas também

video

O mundo da eternidade

** postado em Acontece aqui também.



Liebesleid by Yo-Yo Ma on Grooveshark


Elogios são desnecessários a homens e mulheres de nossa época. Eles são perfeitos. Não exigem o misero elogio que um pobre qualquer necessite.

Vivemos no tempo da perfeição. Sem duvida, não há raça mais superior que a nossa. Já criamos tudo o que podíamos criar. Já embutimos tudo o que poderíamos embutir. Fizemos de tudo! Inclusive descobertas que maravilharam o mundo.

A morte já não existia mais. As doenças já não existia mais. A dor não existia mais. Não existia mais velhos. Todos somos jovens e belos. Finalmente o ser humano descobriu um modo de alcançar a eternidade! Finalmente! Descobriram um modo de tornar homens e mulheres iguais! 

Porém, alguém um dia reparou que não somos maquinas. Somos seres advindos da natureza do planeta. Tudo é mortal. Deus foi mortal. Não se pode conceber a idéia de que a vida deve durar para sempre, pois “para sempre” sempre acaba...

Quando esse alguém reparou que não morríamos mais e consequentemente o mundo ficou pequeno logo ocorreu o que ninguém nunca imaginou. O que viera como milagre e a solução de todos os problemas tornou-se o nosso maior erro. Não podíamos ter mais filhos, não podíamos mais fazer amor, não podíamos mais ser feliz e partilhar essa felicidade com alguém. A desculpa era que tudo não passava de uma medida de “segurança”.

E assim, não tivemos mais problemas de crescimento populacional. Contudo, tínhamos a vida eterna, mas não poderíamos ter alguém para com ela dividir a nossa eternidade.



Stand By Me



Curti o Grandpa Elliot de New Orleans, Louisiana

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

O Estado idiotizador – sobre o aprendizado


Vi essa imagem que me chamou muita atenção no facebook e resolvi comentá-la aqui no blog.



Bom, como podem ver, a imagem diz sobre o Estado idiotizador, ou seja, um Estado que tem como seus princípios básicos os que estão enumerados na imagem, tais como: coibir o aprendizado, dar oportunidade para poucos, criar uma mídia inútil, etc.

Mas por que ele é idiota? Oras, basta ver o primeiro item que se refere ao aprendizado para se chegar a uma conclusão óbvia.

Quem nunca ouviu dos pais “filho, vai para escola para estudar!”? Pois bem, a intenção de todo e qualquer pai resposável é fazer com que o seu filho adquira educação, conhecimento, exercite o aprendizado. Logo, entende-se que era na escola que conseguiríamos tais virtudes. Contudo, com a maquina controladora – o Estado – isso não é possível, pois vivemos numa sociedade onde o funcionamento das escolas vão de mal a pior, há profissionais desqualificados bem como os maus remunerados e a qualidade de ensino é um lixo. Isto por que o Estado não investe o que deveria investir no setor da educação. Assim, o Estado impede que o aprendizado seja a força motriz para a grande reforma da nossa sociedade.

Sem a educação somos um povo burro. Controlados por poucos que tem acesso as informações necessárias para o controle. Um povo burro não questiona, não questiona o professor em sala, não aponta reflexões em suas respostas nas provas, não demonstra pontos de vista diferentes, enfim, uma série de coisas que um povo burro faz e um Estado controlador não gostaria que o povo fizesse.

Assim, é evidentemente possível concluir que o Estado é idiota ao ponto de deixar a verdadeira engrenagem (o povo) no chamado estado de burrice. Pois assim não haverá progresso. Não haverá reconhecimento da capacidade criativa do ser humano. E ai entramos num outro ponto, qual seja, o Estado não quer que você deixe de ser individuo e torna-se “humano”.

Falar na superação do homem é outra conversa – que não cabe aqui. Mas o que digo e reafirmo é que o Estado quer apenas a sua mão de obra e nada mais. Já somos números. Assim fica mais fácil contar. Logo, somos um tijolo, cada um de nós, num muro que esta cada vez mais rachado – só não vê quem não quer.

O Estado não quer que você crie, apenas trabalhe. Ocupe o seu tempo com a mais árdua tarefa braçal que possa existir. E não o bastante, não se motive a ir a escola, isso é desnecessário, te tornará humano (ou quase humano). Assim, deixando de ir à escola você deixa de adquirir conhecimento e desenvolver sua capacidade criadora. Torna-se mais um. E poderá fazer com que os seus filhos também se tornem mais um, basta deixar de levá-los a escola.

O Estado faz com que você acredite que o conhecimento não é bom e que as idéias não valem a pena. Basta ver o número de bolsas que tem aquele que reproduz mais filho do que é concebível racionalmente. Assim, tendo todo mundo muito filho não haverá mais espaços nas escolas e assim a educação entra em precariedade, o ensino se torna um lixo, o professor não aquenta dar aula - até por que ele é remunerado para dar aulas e não para cuidar do seu filho. Deste modo, você aos pouco acredita que não vale a pena matricular seu filho na escola, basta que ele vá a rua e consiga o dinheiro, transforma-se em um individuo incompetente que dá continuidade ao ciclo de burrice iniciado por você (mais filhos, mais bolsas, mais crianças na escola, menos espaço, menos educação, mais marginais nas ruas, mais violência na sociedade, mais desemprego entre as classes).

Vejam como uma só coisa fora comentada. A questão do aprendizado, se bem observado, toma dimensões enormes, impossível de se acreditar no que se pode conceber.

Uma só imagem, uma só informação, um único Estado, uma única só ideia: formar mais idiotas cada vez mais.

Em quatro em quatro anos temos copa. Todo ano temos carnaval. Todo ano tem campeonato disso, campeonato daquilo. Times subindo outros sendo rebaixados. Mulheres prostituindo suas imagens e dignidade bem como o seu corpo. Novelas e mais novelas. Feriados e praias. Aqui definitivamente é o centro do universo com mais vibração da idiotice que se pode imaginar! (risos).


Chegou a vez do técnico da seleção da segunda divisão!


Ele é profundamente respeitado por todo o país, afinal, ele não é um técnico qualquer, ele é O TÉCNICO DA SELEÇÃO DA SEGUNDA DIVISÃO.

Com sua grande capacidade de fazer com que o time onde está seja rebaixado para divisões inferiores, ele fará com que a seleção do país mais importante do mundo caia desta para a pior. E assim será, pois ele fez com que os últimos times por onde passou deixasse registrado na história do clube a pior campanha que já se teve na história.



Por outro lado, ele já teve uma atuação boa por aqui. Só que agora, com idade avançada, chegou a vez de fazer com que a seleção da segunda divisão seja rebaixada para divisões inferiores.

É tipo de técnico que não passa despercebido pelo time. Ele deixa marcas, marcas profunda. Não tem como não derramar uma lágrimas sequer se relembrarmos a história do grande técnico da seleção.



Mas já era de se esperar. Afinal, aqui neste país tudo é previsível, inclusive o técnico da seleção da segunda divisão que substituiu o técnico do time da ex-segunda divisão!

Parabéns Sr. Técnico da seleção da segunda divisão! Por mais uma derrota conquistada. É bem capaz do Sr. Convocar para jogar na nossa seleção os jogadores de outros países. E isso será possível, pois a final, estamos no país dos milagres.



segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Sobre viver em tempos de paz


Acordar cedo não é fácil. Abrir os olhos, ver o teto iluminado, pessoas entrando e saindo no quarto. Pois é, mais um dia esta nascendo. Na minha cabeça passa imagens, sons, lembranças de uma série de coisas que me reportam para a realidade.

Ao levantar-se eu não sei o que foi que aconteceu com o mundo, com as pessoas da sociedade, com as pessoas que tenho uma atenção maior, os meus amigos, minha namorada, enfim, entre outros.

Depois de realizado algumas tarefas como ir ao banheiro, preparar o café, levar o meu irmão ao outro lado da rua para esperar o veículo que o leva para a escola, resolvo me alimentar com um pouco de informação.

É impressionante, e é aqui que entramos de fato no que interessa no texto, como logo de manhã, quando queremos, somos violentamente sacudidos, atacados, surpreendidos por uma série de informações que de alguma forma provoca a nossa mente. Em vinte minutos percorrendo os canais da TV poderia somar cerca de 20 a 50 mortes da semana passada até hoje de manhã.

Eu não sei se as pessoas que costumam ler isso aqui tem a mesma impressão que eu tenho sobre a violência. Isso me assusta. Faço cara de quem não tem medo. Pois como fruto de uma geração como a minha eu não devo me chocar com estatísticas, informações ou noticias de tamanha gravidade.

Passamos por momentos difíceis eu sei muito bem. Tenho amigos que perderam seus parentes nas mãos de criminosos que são cada vez mais beneficiados pela Lei que todos os dias tenho de estudar.

Eu não gosto de escrever ou comentar sobre a violência na sociedade, pois toda vez que eu faço isso somasse ao meu placar mais um ponto para mim ao invés de um ponto para a humanidade. Que placar esse perguntariam? O placar onde de um lado está eu e mais algumas pessoas que desacreditam que vale a pena lutar pelo ser humano e do outro pessoas que acreditam em algum tipo de salvação onde alguém ou alguma coisa salvará todas essas pobres almas, bem como pessoas que acham que o ser humano é algo supremo ou coisa do gênero, mas na verdade não passam de imbecis que alimentam e reproduzem a ideologia barata de que o ser humano é bom ou que vale a pena viver em sociedade.

Nós vivemos em sociedade por que temos medo do outro, aliás, medo não, somos animais capaz de nos matar se percebêssemos que o que nos impede de sermos totalmente animais e primitivos são idéias TOTALMENTE descartáveis.

Alguns amigos comentam comigo que nós estamos retornando para o que éramos antes da civilidade moralista e hipócrita dominar o mundo. Veja as grandes lutas e campeonatos de UFC, MMA e qualquer outro tipo de esporte onde ver o outro cair é sempre um prazer.

Estamos retornando isso verdade. Convivemos assim. Gostamos de praticar o culto a violência fingida dos esporte. Condenamos aqueles que realmente praticam a real violência tais como os pais que batem nos filhos, as mulheres que são diariamente agredidas pelo simples fato de serem mulheres, os jovens que são diariamente julgados por seus colegas de escola pelo fato de estarem confusos por não saberem por que o mundo é assim, os rapazes que são encontrados sem vida em razão de um ataque de um grupo de pessoas que não admitiam o modo pelo qual expressavam o seu amor um pelo outro, e muitos outros os casos da nossa realidade que preferimos tapar os olhos.


Cerca de 40 jovens fugiram da instituição casa nessa final de semana. Por que? Pões-se a culpa numa briga que houve lá dentro entre os jovens. Mas a verdade é que eles estão presos e por isso que acham que são marginais ou bandidos. Com isso a única coisa que se pode passar na cabeça de um jovem armazenado nas caixas profundas do Estado nada mais é que a conduta daquilo que realmente a sociedade acha que ele é. Não estou dizendo que acho que os jovens não são culpados pelas infrações que cometeram. Mas acho sim que existirá um dia neste país que o número de cadeias será superior o de escolas.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Personagem desta semana: O Aluno exemplar


Em meio a turbulência da semana de provas, eis que surge no horizonte da sala de aula: o aluno exemplar...
A figura do aluno exemplar não se
confunde com esta

Dedicado a salvar as suas notas na faculdade, o aluno exemplar concentra as suas forças nas principais matérias que lhe exige a devida submissão. Ele sabe que não tem tempo a perder e por isso abre mão de todo e qualquer tipo de jogo psicológico que tenta atormentar a sua alma de estudante dedicado.

O aluno exemplar é o verdadeiro tipo de aluno que todo professor gostaria de ter em suas aulas. É o tipo de aluno que merece o verdadeiro reconhecimento e prestigio de toda a comunidade acadêmica. É o tipo de aluno que afasta as menininhas interessadas em músculos e esteroides. É o típico rapaz da cidade que é rotineiramente convidado a prestar algum tipo de serviço comunitário que somente pessoas impopulares na faculdade se submetem a realizar.

O aluno exemplar pode mudar a sua vida. Isto por que na sua mente somente há espaço para uma só coisa: tirar boas notas durante a semana de prova e passar invicto de um semestre para o outro.

Quando mais ninguém esperava por um milagre eis que surge a figura do aluno exemplar para salvar a sua vida e a de seus companheiros de leituras de finais de semana...



Dicas para ser um aluno exemplar:

- reserve de duas a quatro horas do dia para o estudo
- organize o material a ser estudado
- leia, releia, escreva, fiche, resuma o material a ser estudado
- mantenha contato com pessoas que estão interessadas na mesma atividade que você
- troque o material estudado com seus colegas
- não deixe que assuntos que não lhe acrescente nada tome tempo nas suas atividades
- descanse
- mantenha atenção
- depois de tudo, inclusive as boas notas, divirta-se, pois tudo merece ser recompensado 

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Orientações sobre o blog


Eu nunca sei como começar um Blog. Apesar de ter em mente sempre alguma coisa pronta, acho que na hora que se põe no papel as coisas não parecem ser tão fáceis assim.

Eu tenho um monte de blog. Sinto que cada um deles é um Marcelo diferente. Principalmente com blogs como o Fumaças na Janela. Mas este blog apareceu em um bom momento de minha vida. Vocês entenderão o porquê ao longo dos mais variados artigos que pretendo postar aqui.

Escrever sobre nós mesmos na minha opinião não é difícil. Difícil mesmo é atrair pessoas que estejam interessadas em ler sobre nos. Não sou daqueles que gosta de fantasiar as coisas. Aliás, fantasiar realidades é tema de um blog que criei somente para isso: Aconteceaqui também.

Mas começar um blog sempre é um desafio de um modo geral. Nunca tive muitos leitores. Também nunca apelei para piadas, downloads, etc. Eu sempre gostei de expor as minhas opiniões, as minhas idéias e os meus sentimentos sobre tudo o que possa me acontecer ou que acontece com muitas outras pessoas.

Tudo o que me surpreende faço questão de escrever. Gosto de escrever gosto de falar e gosto de debater também. É raro eu postar comentários do tipo “legal”. Além de achar muito simplório e minimalista demais eu não sou daqueles que acredita que, seja lá o que for que esta na sua frente não reproduz em mim somente um “legal”, mas sim um sentimento ou uma opinião.

Apesar dos pesares, este blog será diferente. Eu não falarei muito de mim como nos outros blogs. Aliás, pretendo falar sobre mim somente neste artigo e nada mais. Postarei aqui muita coisa diferente de tudo o que escrevi. Alertando aos futuros leitores que tudo aqui pode acontecer. Um bom blog para mim é aquele que esta sempre em constante transformação.